Viagem de negócios pós-pandemia


por Evandro Milet

A revista The Economist, na sua última edição, publicou um artigo com toques de humor, sobre como seria uma eventual viagem de negócios entre Londres e Nova York, no primeiro momento pós-pandemia. Transcrevo aqui uma tradução feita pelo Google Tradutor com minha ajuda. Boa leitura.

Bem-vindo ao renomeado Heathrow Waystation 5. Decidimos que a palavra “Terminal” pode ser um pouco desanimadora para os passageiros nas circunstâncias atuais. Por favor, verifique sua bagagem para que possa ser desinfetada e desculpem aqueles cujas malas são feitas de couro genuíno, pois provavelmente haverá manchas. Mas não se preocupe, será uma boa desculpa para fazer compras quando chegar ao seu destino. Após o check-in, siga direto para a segurança para o seu cotonete nasal e verificação de temperatura. Como todos precisam ficar a dois metros de distância, a fila atualmente dá a volta no prédio.

Quando você passar pela segurança, vá para o duty-free, onde você pode escolher entre nossa extensa seleção de desinfetantes para as mãos. Espero que você tenha comido antes de chegar, porque nenhum dos restaurantes está aberto. Viaje com segurança. 

Bem-vindo a bordo do voo 107 da Acme Airlines para Nova York. Eu sou seu piloto, capitão Richards. Regras de distanciamento social não permitem copiloto, pois não há espaço suficiente na cabine para mais de uma pessoa. Mas não se preocupe, trouxe uma garrafa de café comigo e nunca dormi em um vôo. Se eu não atualizar vocês a cada 30 minutos, a tripulação esmurrará a porta da cabine.

Não poderemos fornecer a você nosso serviço normal de alimentos e bebidas a bordo, mas aproveite a água de cortesia, amendoins e batatas fritas e o assento vazio ao seu lado. Apenas um aviso, porém, para aqueles que escolheram se sentar junto à janela. Os passageiros devem observar as regras de distanciamento, portanto você não poderá passar pela pessoa no assento do corredor, se ela estiver dormindo. Só para avisar, apenas três pessoas são permitidas na fila do banheiro. É melhor ir com calma nessa água. Se você precisar de mais alguma coisa, a tripulação da cabine irá ajudá-lo. Dê a eles alguns minutos, pois eles precisam vestir um traje de proteção.

Senhoras e senhores, vocês chegaram ao aeroporto JFK. Temos boas e más notícias. A boa notícia é que a quantidade de passageiros é menor que o normal. A má notícia é que, dada a necessidade de desinfetar o leitor de passaporte eletrônico após cada uso, a fila de imigração terá umas duas horas de duração. E não, você não pode usar seu telefone celular para atender as chamadas enquanto estiver na área de espera. Bem-vindo à terra da liberdade. Seja corajoso.

Boa tarde e obrigado por escolher o Hotel Purgatory para a sua estadia. Nosso lema: você pode fazer o check-in a qualquer momento, mas, se ouvirmos você tossir, não poderá mais sair. A chave desinfetada do seu quarto já está disponível em um envelope desinfetado. Infelizmente, como apenas uma pessoa é permitida no elevador por vez, o tempo de espera para chegar ao seu quarto é de 60 minutos. A propósito, o mesmo atraso se aplica pela manhã; portanto, se você estiver indo para uma reunião, é melhor colocar o alarme para mais cedo. Não há carregadores de bagagem, por isso esperamos que você tenha bagagem leve.

Para reduzir o risco para a equipe do hotel, o quarto será limpo somente depois que você sair, então faça sua própria cama. Fique à vontade para levar para casa o xampu no chuveiro: ninguém mais quer tocá-lo. O spa, piscina e bar estão fechados por razões óbvias, e não há serviço de quarto. Aproveite sua estadia.

Sejam bem-vindos à Conferência de Gerentes de Risco de 2020. Ou deveria ser a Conferência dos que assumem riscos? Ha ha. Tenham certeza de que esta é uma sala totalmente higienizada. O slogan deste ano: preocupamo-nos com a sua saúde porque o seu empregador não faz isso. Para perguntas, não passaremos microfones, portanto fale o mais alto possível. Sessões com painéis são difíceis no momento, portanto teremos apenas dois debatedores em extremos opostos do palco.

Infelizmente não teremos um buffet de almoço; portanto, arrisque-se em um dos carrinhos de comida de rua fora do centro de convenções. Sua escolha separará os verdadeiros gerentes de risco dos apenas candidatos. Naturalmente, esta não seria uma conferência sem estandes de exibição no saguão. Nossos patrocinadores terão prazer em vê-lo, mas apenas a uma distância segura e usando uma máscara. Por fim, familiarize-se com as saídas atrás de mim, à esquerda e à direita. Obviamente, eles estão lá em caso de incêndio, mas podem ser úteis se alguém tiver um ataque de tosse.

Leia o artigo original em https://www.economist.com/business/2020/05/02/imagine-the-post-pandemic-misery-of-business-travel

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal basta clicar no link  https://chat.whatsapp.com/ClAdy1GuMchCtm12T5xPcp

Um comentário em “Viagem de negócios pós-pandemia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: