Empresas de tecnologia dos EUA estão saindo da China; Amazon é a mais recente


A lista de empresas de tecnologia dos Estados Unidos que abandonaram a China é notável por elas considerarem um empreendimento perdedor, mas também pelo sucesso da maioria em outros mercados

Por Dow Jones — Valor – 07/06/2022

A Amazon anunciou na semana passada que fechará seu serviço de livros digitais Kindle na China, a mais recente grande empresa americana a se retirar do agitado e competitivo mercado chinês. A lista de empresas de tecnologia dos Estados Unidos que abandonaram esforços na China é notável pelo número de empresas que consideram o mercado um empreendimento perdedor, mas também pelo sucesso da maioria em outros mercados.

“Devido ao seu tamanho, a China é talvez o mercado de internet mais ferozmente competitivo do mundo, e quase todas as empresas digitais ocidentais lutaram para competir com as empresas locais”, disse Feng Li, presidente de gerenciamento de informações da Bayes Business School, da Universidade de Londres. “As diferenças culturais e a deterioração das relações entre Estados Unidos e China complicaram ainda mais as coisas.”

O Airbnb está em processo de fechamento de seus serviços na China, citando a pandemia e concorrentes locais, muitos dos quais têm uma história mais longa e maior presença no país. Na sexta-feira, disse que estava se preparando para ajudar seus anfitriões a migrar para esses concorrentes, como Meituan e Alibaba Group Holding.

O Yahoo, uma das primeiras grandes empresas de tecnologia a entrar na China, fechou sua presença restante no país em novembro. “Em reconhecimento ao ambiente legal e de negócios cada vez mais desafiador na China, o conjunto de serviços do Yahoo não estará mais acessível na China continental a partir de 1º de novembro”, disse a empresa em comunicado. Em outubro, o LinkedIn da Microsoft anunciou planos para fechar sua plataforma de mídia social na China.

A Amazon disse em comunicado que “como uma empresa global, avaliamos periodicamente nossas ofertas e fazemos ajustes, onde quer que operemos”. A empresa não está recuando devido à pressão ou censura do governo, disse um porta-voz à Reuters. No entanto, a empresa cumpriu a proibição de Pequim de conteúdo considerado sensível e enfrentou uma multidão de concorrentes locais nos mercados de leitores digitais, muitos com preços mais baixos.

Embora quase todas as empresas que saem da China tenham notado a concorrência acirrada, especialistas dizem que há uma força maior em jogo. “A China tem uma política e meta explícitas de reduzir a dependência externa por meio de substituição de importações de 70% na maioria das indústrias até 2025. Esse foi um dos principais objetivos explícitos do ‘Made in China 2025’”, disse J. Stewart Black, professor da escola de negócios Insead.

Empresas que lidam com informações menos confidenciais entraram e saíram da China em um piscar de olhos, incluindo Macy’s, Home Depot, Best Buy e eBay. A Forever 21 está em sua terceira tentativa de conquistar o mercado chinês.

Mas Black disse que o ambiente político, particularmente para empresas de tecnologia, é incomparável em sua dificuldade. “Considere que 150 mil empresas na China são estatais. Considere ainda que essas empresas estão entre as maiores da China e, na verdade, do mundo e que respondem por cerca de 30% do Produto Interno Bruto (PIB) da China”, disse ele.

A China “tem a capacidade e vontade de exercer controle, ou pelo menos influência significativa, sobre as grandes empresas que não possui”, como evidenciado pela retirada do Alibaba da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Ant Financial. “Esta é uma magnitude de influência e controle do Estado que simplesmente não vimos em outras grandes economias”, disse ele.

A Amazon anunciou na semana passada que fechará seu serviço de livros digitais Kindle na China — Foto: JORDAN STEAD / Divulgação/(JORDAN STEAD / Amazon)

https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/06/07/empresas-de-tecnologia-dos-eua-esto-saindo-da-china-amazon-a-mais-recente.ghtml

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal, basta clicar no link: https://chat.whatsapp.com/Eul2cfBplyz5DbVEN6Ubsi (15) para WhatsApp ou https://t.me/joinchat/SS-ZohzFUUv10nopMVTs-w  para Telegram. Este é um grupo restrito para postagens diárias de Evandro Milet. Além dos artigos neste blog, outros artigos de Evandro Milet com outras temáticas, publicados nos fins de semana em A Gazeta, encontram-se em http://evandromilet.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: