A vida não será a mesma depois que os bloqueios forem suspensos


A experiência da China sugere que a vida social continuará restrita mesmo quando a vida profissional voltar ao normal

Em abril a revista The Economist cunhou o termo “economia de 90%” para descrever o que acontecerá à medida que quarentenas e lockdowns forem amenizados em todo o mundo. Sob bloqueios mais rigorosos, as economias tendem a operar com cerca de 60% da capacidade, sugere a análise da Goldman Sachs. Mas, à medida que as restrições são relaxadas, esse número sobe para 90%. Muitos escritórios e fábricas reabrem – mas nem todos -, e as pessoas, com medo de serem infectadas, provavelmente evitarão muitas atividades sociais. O desemprego é estruturalmente mais alto e concentra-se particularmente em ocupações que dependem de muito contato pessoal. De acordo com uma estimativa, se os americanos optassem por evitar a proximidade de uma pessoa no comprimento de um braço ou menos, ocupações no valor de aproximadamente 10% da produção nacional se tornariam inviáveis.

Mas a ideia da economia de 90% também captura algo qualitativo. 

A economia de 90% será, sem dúvida, caracterizada por alívio, sentimento de companheirismo e estima por aqueles que trabalharam para manter as pessoas seguras. Mas o termo descreve um tipo de sociedade mais solitária e menos divertida – o tipo de lugar em que o escritório está aberto, mas o pub não. Uma variedade de dados em tempo real sustenta essa tese. A análise de Tang Jie, da Universidade de Pequim, mostra que as viagens de metrô durante a semana na China se recuperaram mais rapidamente do que as de fim de semana (veja o gráfico à esquerda), sugerindo que as pessoas estão mais preparadas para se deslocar a trabalho do que para lazer. As vendas de macarrão instantâneo, muito ao gosto do pessoal mais caseiro dispararam, enquanto cerveja não vende tão bem. 

Quando outros países diminuirem as restrições, pode ser que eles experimentem situação semelhante à chinesa. Alguns estados americanos começaram a suspender os bloqueios, mas há poucos sinais de que as economias estejam se recuperando (veja o gráfico à direita). Isso pode acontecer apenas quando sistemas confiáveis de teste e rastreamento forem introduzidos, ou talvez apenas quando uma vacina ou cura se tornarem amplamente disponíveis. Quanto mais  tempo durar a economia de 90%, mais permanentes serão seus efeitos.

https://www.economist.com/graphic-detail/2020/05/25/society-will-not-be-the-same-after-lockdowns-are-lifted

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal basta clicar no link  https://chat.whatsapp.com/ClAdy1GuMchCtm12T5xPcp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: