Dia dos Pais: 4 lições de empreendedorismo de pais para filhos


Confira lições passadas de pai para filho que ajudaram na criação de diferentes negócios

Da Redação – Exame – 14/08/2022

Trabalhar em família funciona? Para muitos, a resposta é sim. Compartilhar conhecimento e unir as experiências de vida podem ser soluções para uma parceria de sucesso nos negócios e na vida familiar, aumentando o contato e a proximidade dos pais com os filhos.

Assine a newsletter EMPREENDA, a nova newsletter semanal da EXAME para quem faz acontecer nas empresas brasileiras

Por conta deste domingo ser o Dia dos Pais, a EXAME reuniu histórias de empreendedores que ao verem seus pais tocando pequenos negócios, liderando equipes e desenvolvendo bons relacionamentos, tiraram grandes lições para montar a própria empresa. Ainda que, por vezes, em ramos diferentes de seus pais, os aprendizados são para toda a vida e seguem fazendo a diferença no dia a dia.

A seguir, confira quatro lições passadas de pai para filho que ajudaram na criação de diferentes negócios:

1. Ser resiliente e otimista, mesmo nas fases ruins

Rafael Chrustiansen, sócio fundador da B.Side Investimentos, cresceu ao lado da concessionária do pai, no interior de São Paulo. A constante exposição ao negócio o levou a desenvolver uma relação próxima com o comércio de veículos, aprendendo pouco a pouco sobre ele. Logo, quando seu pai precisou pedir recuperação judicial, o agente começou a negociar carros por ser a única experiência que achava que tinha acumulado até aquele momento.

“Meu pai sempre teve essa veia empreendedora; tudo o que conquistou foi ele que fez com o suor do próprio trabalho”, contou Rafael.

“Ele sempre foi um cara que tomou muito risco, no sentido de acreditar no Brasil, e sempre criou um ambiente muito colaborativo. Acima de tudo, ele sempre foi um cara muito otimista e resiliente, porque, mesmo depois que quebrou, conseguiu se reerguer em outro segmento. Resiliência, não desistir nunca e otimismo: essas características tem tudo a ver com a B.Side Investimentos e com o meu jeito de ser. Ele com certeza é meu grande exemplo na vida.”

2. Ser ético com a mão na massa

Segundo Rodrigo Martins, co-CEO da Voxus, seu tio Erni Reinheimer é uma grande referência em sua vida. Apesar das dificuldades que encontrou por vir de família simples, Erni se mudou do Rio Grande do Sul para São Paulo para trabalhar e logo teve sucesso ao empreender com uma oficina mecânica. Mesmo se tratando de um negócio simples, seu patrimônio foi construído, o que o permitiu ajudar outras pessoas.

“Eu tive uma excelente relação com ele, que sempre ensinou muito sobre a ética no trabalho”, disse Rodrigo.

O mesmo comenta ter passado diversas férias escolares na casa do tio, ajudando também no trabalho da oficina. De acordo com o empreendedor, a experiência se tornou aprendizado; sua visão sobre empreendedorismo se transformou, passando a ver a prática como algo libertador e não apenas uma forma de construir um patrimônio.

“Para mim, meu tio foi uma referência de trabalho duro, disciplina e consistência. Por conta dele, vou levar para sempre na minha carreira valores como ética e dedicação para o trabalho.”, finalizou.

Dia dos Pais: conheça histórias de pais e filhos que empreendem juntos

Dia dos Pais: 37 franquias com produtos e serviços em promoção

3. Negócios são feitos por pessoas, não por números

O modelo de negócios da empresa de representação comercial do pai de Nicholas Ghitti, CMO da Trace Finance, era primordialmente baseado no relacionamento com clientes e fornecedores. Por conta disso, seu pai se não falhava em valorizar tais relações, algo que Nicholas considera a principal lição que aprendeu com seu pai ao longo dos anos.

“E eu percebi quanto carinho e atenção ele colocava nessas interações – sempre entendendo que existe um ser humano do outro lado.”, comentou.

“Afinal, os negócios são feitos por pessoas, não números. Essa capacidade de se relacionar, que envolve muita empatia, se colocar no lugar do cliente, ajudou a criar conexões e, portanto, trouxe muito sucesso nos seus processos de vendas. Essa sabedoria me inspirou muito a navegar pelo mundo de fechamento de negócios e parcerias com o qual lido atualmente.”

4. Conhecimento é algo que ninguém nunca vai me tirar

Durante a infância, Flávio, pai de Tomás Jacociunas, co-fundador da 4U EdTech, foi muito presente na parte educacional do filho, sentando para estudarem juntos e não medindo esforços para o proporcionar as melhores oportunidades. Sua importância na trajetória de Tomás foi tanta, que o mesmo trabalha atualmente na área de educação, aplicando diversos aprendizados em seu método de trabalho.

“Ele sempre foi um cara muito hardworking, pragmático, focado, eficiente. Ele é um superlíder.”, contou. “Me ensinou que conhecimento é algo que ninguém tira de ninguém. […] Ele também me transmitiu outros valores, como zelar pela família, comportamento ético, estabilidade emocional, persistência e constância em tudo o que se faz.”

https://exame.com/negocios/dia-dos-pais-4-licoes-de-empreendedorismo-de-pais-para-filhos/

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal, basta clicar no link: https://chat.whatsapp.com/GeLUPi5zQ2582nGKD6JFey (02) para WhatsApp ou https://t.me/joinchat/SS-ZohzFUUv10nopMVTs-w  para Telegram. Este é um grupo restrito para postagens diárias de Evandro Milet. Além dos artigos neste blog, outros artigos de Evandro Milet com outras temáticas, publicados nos fins de semana em A Gazeta, encontram-se em http://evandromilet.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: