Entramos na era dos robôs


Astro, da Amazon, pode abrir as portas para uma nova geração de tecnologias, diferentemente de outros robôs lançados no passado e para os quais ninguém encontrou utilidade

 Por Pedro Doria – O Estado de S. Paulo 30/09/2021

Leia mais

Talvez tenha passado batido, no máximo como uma mera curiosidade, mas a Amazon lançou um robô esta semana. A palavra tem andado comum no vocabulário cotidiano com significados diversos. Mas neste caso é robô mesmo do tipo que evoca o cinema, a ficção científica. Robô que anda, que tem olhos, que interage e até nos traz coisas. Diferentemente de outros robôs que foram lançados no passado e para os quais ninguém encontrou utilidade, esse pode abrir as portas para uma nova geração de tecnologias.

Pode ser que estejamos, enfim, entrando na era dos robôs domésticos.

O robozinho da Amazon se chama Astro e, pela forma, talvez evoque pela forma e tamanho um terrier escocês. A personalidade lembra a de Wall-E, o robozinho da Pixar. 

O robô também faz videochamadas, identifica sons, tem reconhecimento facial e aviso de possíveis ‘estranhos’ na casa

O robô também faz videochamadas, identifica sons, tem reconhecimento facial e aviso de possíveis ‘estranhos’ na casa

Seu rosto é na verdade uma tela. Lá aparecem olhos que abrem, fecham, lhe dão uma expressão facial. É importante a simpatia para que fiquemos à vontade.

Mas a tela também serve para videochamadas ou reprodução de filmes. O Astro circula pela casa com rodas e mapeia o ambiente. Na garupa, há um repositório para colocar objetos. Perante a ordem, ele vai entregar ao filho, que está na sala.

O robô tem também um periscópio. Literalmente. De sua cabeça vai subindo uma vara comprida, com câmera na ponta, que permite que ele veja objetos no alto. Astro reconhece cada um da família — não dará o recado para a pessoa errada. E tem, no cérebro, a mesma tecnologia da assistente Alexa — junto com a do Google, a melhor do mercado.

Até hoje, as assistentes digitais apareciam ou em nossos celulares, ou em aparelhos fixos. Na smart TV, nas caixas de som inteligentes, em alguns relógios mais sofisticados. Com Astro, ela ganha autonomia para circular — só não sobe escada.

Durante o lançamento, realizado em um evento mundial na última terça, os executivos da Amazon destacaram duas utilidades para o robozinho.

A primeira é de cuidados com a casa quando está vazia. Astro vai à cozinha, seu periscópio sobe até o fogão, e um sujeito olhando pelo celular respira aliviado. Sim, ele desligou a boca do gás. Ou um barulho de vidro quebrado à noite o desperta, ele corre na direção do ruído com na tela escrito ‘possível invasor’. É como se fosse um guaxinim roubando doces.

O outro serviço que Astro presta é o de manter as pessoas próximas. Na casa de uma senhora idosa, ele vai a ela quando seu filho liga, preocupado. Uma mãe, de plantão à noite no trabalho, conversa com a filha pequena. A menina dança e Astro a segue para acompanhar seus passos. Se preciso, com um aparelho vendido à parte, ele pode até medir a pressão de alguém.

Na publicidade, tudo é bonito. Críticos, porém, não faltam. A Amazon, alertam, conhecerá cada detalhe de sua casa e poderá fazer muitas inferências a seu respeito. Sobre hábitos de consumo para oferecer mais tranqueiras. Há também quem tenha horror à ideia de um ser inanimado que se esforça muito para parecer simpático, que busca nosso afeto simulando algo entre um bichinho de estimação e um desenho animado.

O robô pode ser programado para não ir a certas partes da casa e basta clicar um botão para que seus microfones e câmeras sejam desativados, para que ele fique imóvel. A Amazon não é inocente — entende que o público está preocupado com privacidade. Entende que, com um produto nesses moldes, muita gente vai ficar desconfiada.

Pois é: que ninguém se engane. A Amazon está no ramo de acumular dados sobre nós com um único objetivo. Nos vender coisas. Mas nunca antes houve, no mercado, um robô com alguma inteligência e que de fato tem utilidade. Por enquanto, só venderá lá nos Estados Unidos. É um experimento. Tem toda cara de que vai emplacar.

https://link.estadao.com.br/noticias/geral,entramos-na-era-dos-robos,70003856120

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal basta clicar no link: 

https://chat.whatsapp.com/ClAdy1GuMchCtm12T5xPcp  para WhatsApp ou

https://t.me/joinchat/SS-ZohzFUUv10nopMVTs-w  para Telegram

Este é um grupo de WhatsApp restrito para postagens diárias de Evandro Milet. 

Além dos artigos neste blog, outros artigos de Evandro Milet com outras temáticas, publicados nos fins de semana em A Gazeta, encontram-se em http://evandromilet.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: