Home office faz profissional querer mudar de cidade


Pesquisa com 1 mil brasileiros mostra que 28% consideram sair dos grandes centros para ter maior qualidade de vida incentivados pelo trabalho remoto parcial ou definitivo

Por Stela Campos Valor Econômico 29/10/2020 

A opção de trabalhar longe do escritório, total ou parcialmente, na pandemia tem feito profissionais repensarem o lugar onde moram. Trocar de cidade e deixar os grandes centros aparece como alternativa para quem busca mais qualidade de vida.

Pesquisa realizada com 1.000 profissionais, entre 26 de setembro e 06 de outubro, pela Ticket, mostra que 28% consideram fazer essa transição levando em conta a menor necessidade de deslocamento à estrutura física da empresa. No levantamento, 7% afirmaram já ter usado casas de veraneio distantes dos grandes centros como home office.

Dos entrevistados, 36% disseram que suas empresas já sinalizaram a adoção permanente do trabalho remoto, 33% devem trabalhar em um modelo híbrido, alternando expedientes no escritório e em casa, e 31% devem voltar presencialmente. Quase metade dos profissionais (44%) afirmaram que preferiam continuar no home office. Entre os participantes, 70% têm entre 25 e 44 anos, 55% são do setor de serviços e 64% da região Sudeste.

Entre os que se adaptaram bem ao trabalho remoto, está Renato Fonseca, 41, gerente de MKT da Ticket. Ele está no grupo que prefere morar em outro local, mesmo com a volta parcial ao trabalho presencial. Na pandemia, ele alugou seu apartamento em São Paulo e mudou definitivamente com a mulher e os filhos, de 3 e 10 anos, para seu apartamento de veraneio no litoral, em Mongaguá (SP).

A família se instalou depois de uma pequena reforma de adaptação para o trabalho. “A conexão de internet é melhor, consegui encontrar escola boa para meus filhos, a qualidade do ar é boa, foi ótimo”, diz. Agora, ele vai levar quarenta minutos a mais para chegar ao escritório em São Paulo, alguns dias por semana, mas o custo benefício, segundo ele, valeu a pena.

Aos poucos, os profissionais estão encontrando novas formas de trabalhar a distância. A pesquisa mostra que 39% contam com um cômodo exclusivo para isso e 57% dispõem de uma ambiente em casa que não precisam dividir com outras pessoas.

Marcelo Roboredo, CFO da Ticket, resolveu trabalhar de sua chácara no interior, em São Roque, porque estava difícil dividir o espaço de trabalho com os filhos de 21 e 19 anos e a mulher, todos tendo que exercer atividades remotas. “Em 30 dias de isolamento já estávamos estressados”, conta. Foi então que teve a ideia de trabalhar da chácara. Sua agenda ficou assim: às 10hs call embaixo da árvore, às 12hs reunião ao lado da churrasqueira, às 18hs chat da sala de jantar.

Dessa maneira, a família passou a se revezar em novos espaços de trabalho. O esquema, uma semana no interior e outra em São Paulo, não funcionou para um dos filhos, que preferiu continuar em casa. O tempo de deslocamento para o trabalho presencial aumentou em uma hora, mas sua intenção é manter essa rotina mesmo no trabalho híbrido.

O diretor de RH da Ticket, José Amaro, conta que a empresa, com 550 funcionários, propôs a volta voluntária ao trabalho presencial no fim de setembro, mas obteve só 50% de adesão. A partir do dia 16, no entanto, acontecerá a volta escalonada, em modelo híbrido, sem a incluir pessoas de grupos de risco. A empresa reduziu o escritório em São Paulo, mudou o layout e entregou dois andares. Ele acredita que para os mais jovens que ingressaram remotamente vai ser importante o contato presencial. “Acreditamos que algumas decisões mais criativas requerem a presença física, vai ser bom poder voltar ao escritório”, diz.

https://valor.globo.com/carreira/noticia/2020/10/29/home-office-faz-profissional-querer-mudar-de-cidade.ghtml

Em home office, milhões de americanos querem mudar para outra cidade

Cerca de 23 milhões de americanos planejam se mudar para outra cidade em meio à expansão do trabalho remoto por causa da pandemia

Por Alexandre Tanzi, da Bloomberg na Exame 30/10/2020 

mudança_cidade_pandemia_trabalho_remoto_home_office

A pandemia de coronavírus causou grande impacto em cidades nos EUA e destacou os riscos de transmissão da Covid em lugares com muitos habitantes (Bloomberg/Bloomberg)

Cerca de 23 milhões de americanos planejam se mudar para outra cidade em meio à expansão do trabalho remoto, de acordo com nova pesquisa da plataforma de trabalho freelance Upwork.

Mais de 11% das famílias pesquisadas disseram que planejam se mudar, o que implica que as taxas de migração nos Estados Unidos serão três a quatro vezes maiores do que o normal, de acordo com a Upwork, que entrevistou 20 mil pessoas para o relatório. É provável que esses americanos se mudem no próximo ano, disse Adam Ozimek, economista-chefe da Upwork.

A pandemia de coronavírus causou grande impacto em cidades nos EUA e destacou os riscos de transmissão da Covid em lugares com muitos habitantes. Com tantos americanos em trabalho remoto, um recente relatório do Federal Reserve Bank de Dallas revelou que há menos demanda por moradias nas cidades densas ou nos arredores.

O mercado imobiliário, um ponto positivo na economia dos EUA, mostra expansão à medida que mais americanos procuram imóveis em cidades menores e mais baratas. Mais de 52% dos americanos querem comprar um imóvel novo que custe 10% menos do que o atual, de acordo com a Upwork, que também deve se beneficiar do aumento do teletrabalho.

O aumento da realocação pode ter consequências econômicas duradouras para as grandes cidades, disse Ozimek.

“Esse é um indicador inicial dos impactos muito maiores que o trabalho remoto pode ter”, disse Ozimek. “Lugares caros costumavam ter o monopólio do acesso a seus valiosos mercados de trabalho e, à medida que o trabalho se torna remoto, já não têm isso.”

trabalho_remoto_estados_unidos_bloomberg O perfil mais comum dos interessados em mudar de cidade nos Estados Unidos é quem mora em grandes cidades – e quer reforçar o distanciamento social no interior

O perfil mais comum dos interessados em mudar de cidade nos Estados Unidos é quem mora em grandes cidades – e quer reforçar o distanciamento social no interior (Reprodução/Bloomberg)

https://exame.com/carreira/em-home-office-milhoes-de-americanos-querem-mudar-para-outra-cidade/

Se você tiver interesse e ainda não estiver inscrito para receber diariamente as postagens de O Novo Normal basta clicar no link: 

https://chat.whatsapp.com/BJnVYTeAIS5EDxI3py98KK  para WhatsApp ou

https://t.me/joinchat/SS-ZohzFUUv10nopMVTs-w  para Telegram

Este é um grupo de WhatsApp restrito para postagens diárias de Evandro Milet. 

Além dos artigos neste blog, outros artigos de Evandro Milet com outras temáticas, publicados nos fins de semana em A Gazeta, encontram-se em http://evandromilet.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: