Para especialistas, década de 2020 trará mundo menos globalizado

 Cristiane Barbieri Estadão 27 de dezembro de 2020  Após quase 40 anos de aproximação comercial e financeira entre os países, a década de 2020 deve trazer um mundo menos globalizado. Economistas e analistas têm visto diferentes sinais nesse sentido, que vão dos EUA evitando assumir a liderança na busca por um mundo com menos fronteirasContinuar lendo “Para especialistas, década de 2020 trará mundo menos globalizado”

7 hábitos de pessoas com alta inteligência emocional(IE)

Pessoas com alta inteligência emocional tendem a se sair melhor no trabalho. Então, que hábitos eles têm que os diferenciam? POR HARVEY DEUTSCHENDORF 08/04/2014(TRADUÇÃO EVANDRO MILET) Nota do Editor: Este é um dos artigos sobre liderança mais lidos de 2014 na Fast Company É cada vez mais aceito que a inteligência emocional é um fatorContinuar lendo “7 hábitos de pessoas com alta inteligência emocional(IE)”

Por que procrastinamos mais na quarentena? Em 7 tópicos

O hábito de deixar para depois as tarefas desconfortáveis encontrou terreno fértil durante o isolamento social Ana Lourenço, O Estado de S.Paulo 23 de setembro de 2020 Esta reportagem começou a ser produzida há algumas semanas, mas outras prioridades surgiram, então ela ficou para depois. Sabe como é, né? Cuidar da casa, da cachorra, lavarContinuar lendo “Por que procrastinamos mais na quarentena? Em 7 tópicos”

Jogo de futebol parou Grande Guerra no Natal e virou música de ‘sir’ Paul McCartney

Do UOL, em São Paulo 24/12/2014  Há cem anos, no dia 25 de dezembro de 1914, algo totalmente inesperado aconteceu durante a Primeira Guerra Mundial. E o esporte, mais uma vez, teve papel importante.  Uma confraternização entre inimigos terminou em uma “pelada” de futebol em pleno campo de batalha, numa trégua que ficou famosa eContinuar lendo “Jogo de futebol parou Grande Guerra no Natal e virou música de ‘sir’ Paul McCartney”

Tinder: um fenômeno mesmo durante o período de isolamento social

Ações da empresa que detém a marca disparam na bolsa dos EUA, o que é resultado direto do aumento da procura por relacionamentos na pandemia Por Luiz Felipe Castro  Veja  18 dez 2020 Não é novidade para ninguém que o aplicativo Tinder se tornou nos últimos anos a principal ferramenta para encontros amorosos. O queContinuar lendo “Tinder: um fenômeno mesmo durante o período de isolamento social”

Cinco forças do futuro pós-covid-19

Políticas populistas continuarão a influenciar a esfera política Por Martin Wolf Valor Econômico 18/12/2020  A covid-19 acelerou o mundo rumo ao futuro. Aqui estão cinco forças que estavam em ação antes da covid-19, se intensificaram durante a pandemia e ainda estarão afetando o mundo em 2025, e por bem mais além. Primeira: tecnologia. A marchaContinuar lendo “Cinco forças do futuro pós-covid-19”

Home office já tinha vantagens até no século 18

Mesmo com poucos dados da época, é possível perceber que existem paralelos surpreendentes com os dias de hoje The Economist, O Estado de S. Paulo 20 de dezembro de 2020  Sally Brown, que nasceu em Vermont no início dos anos 1800, tinha uma rotina típica para uma trabalhadora da época. Como mostra seu diário, umContinuar lendo “Home office já tinha vantagens até no século 18”

Com a ajuda do estado, a tecnologia chinesa está bombando

Mas não será um caminho fácil para o domínio global, diz Hal Hodson The Economist Technology Quarterly (Tradução Evandro Milet) 02/01/2020 Durante a maior parte da história humana, a China foi a potência tecnológica mais avançada do mundo. O alto-forno teve origem ali e, portanto, também fez o ferro fundido. Outras descobertas incluíram porcelana eContinuar lendo “Com a ajuda do estado, a tecnologia chinesa está bombando”

Na pandemia, habilidades comportamentais passam a ser ainda mais valorizadas por empresas

Capacidade de se adaptar facilmente a mudanças, como a adoção do home office, se tornou a competência mais desejada, segundo pesquisa da empresa de recrutamento Robert Half   Texto: Luciana Dyniewicz e Renée Pereira Estadão  10 de julho de 2020  A quarentena imposta pela pandemia do coronavírus alterou o modo de trabalhar das pessoas, que agora,Continuar lendo “Na pandemia, habilidades comportamentais passam a ser ainda mais valorizadas por empresas”

Empresas investem para reduzir déficit de profissionais em tecnologia

Com alta demanda do mercado e baixa formação, empresas como Boticário, Mercado Livre e Huawei lançam programas acessíveis de tecnologia; diversidade e inclusão estão no radar Bianca Zanatta, O Estado de S.Paulo 12 de dezembro de 2020 O Brasil deve precisar de 300 mil novos profissionais da área de tecnologia até 2024, de acordo comContinuar lendo “Empresas investem para reduzir déficit de profissionais em tecnologia”